Você já reparou que, ultimamente, diversas celebridades têm mudado rapidamente o seu sorriso? 
E que, mesmo aqueles com dentes desalinhados, espaçados ou amarelados aparecem, de repente, com uma dentição perfeita e branquinha?

Isso acontece graças à utilização das lentes de contato bucal. Esse procedimento nada mais é do que a colocação de uma faceta que cobre a superfície dos dentes, podendo mudar seu formato, corrigir imperfeições, fechar espaços e deixar os dentes mais brancos.
As lentes de contato dental são uma alternativa para aqueles que querem melhorar a estética do sorriso e alcançar bons resultados com rapidez.

Além da melhoria na aparência, as facetas também funcionam como uma proteção contra fraturas e trincas, pois tornam os dentes mais resistentes.

Conheça mais sobre essa técnica e tire suas dúvidas sobre as lentes de contato bucal.

O que são as lentes de contato bucal?

Elas são lâminas superfinas de cerâmica que cobrem a superfície dos dentes. Por causa de sua espessura, conserva características como translucides e fluorescência, deixando a dentição com uma aparência natural depois do tratamento.

Como funciona a colocação das facetas?

Primeiro, o dentista produz um molde dos dentes em que serão aplicadas as facetas. Depois, são feitas as correções necessárias, como cor, tamanho e posição, criando um modelo personalizado ideal para cada caso, que deverá ser aprovado pelo paciente.

Após a aprovação, as lentes são confeccionadas individualmente por um especialista em próteses, respeitando as necessidades de cada caso. Com as lentes de contato prontas, o dentista “cola” as facetas uma a uma sobre os dentes, o que é feito em apenas uma sessão.

Quanto tempo duram as lentes de contato bucal?

Como a maioria dos tratamentos dentários, sua duração depende dos cuidados e da manutenção correta. Assim, seguindo todas as recomendações do dentista, as lentes de contato têm a duração média de 10 anos.

Qualquer pessoa pode usar?

O tratamento pode ser utilizado por praticamente qualquer pessoa, porém, existem casos em que ele é contraindicado. Dentes escurecidos pelo tratamento de canal, com muitas restaurações, desgastados por bruxismo, mal posicionados ou com fraturas, por exemplo, não recebem bem a correção com lentes de contato.